BLOG

5 milhões de crianças vivem em condições análogas à escravidão

Dados do último Relatório Mundial sobre Trabalho Infantil, elaborado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), apontam números assustadores. 168 milhões de crianças realizam trabalho infantil no mundo, sendo que 120 milhões têm idades entre 5 e 14 anos. Além disso, quase 5 milhões de crianças vivem em condições análogas à escravidão. Outro dado do levantamento é que entre 20% e 30% das crianças em países de baixa renda abandonam a escola e entram no mercado de trabalho até os 15 anos. No Brasil, a situação não é diferente. Números apontam que 14,4% dos adolescentes entre 15 e 17 anos realizam trabalhos perigosos. Considerando o que essa porcentagem representa entre os jovens empregad

Repórter se infiltra em oficina clandestina de roupas e sente na pele o drama do trabalho escravo

Programa flagrou mais de 22 confecções clandestinas explorando trabalhadores na capital paulista Em um registro inédito na televisão brasileira, o programa Câmera Record traz uma das investigações mais complexas já realizadas sobre o trabalho escravo na cidade mais rica do país. Durante três meses, os repórteres Romeu Piccoli, Ana Haertel, Daniel Motta e o editor Marcelo Magalhães flagraram 22 confecções clandestinas explorando trabalhadores de todas as maneiras na Grande São Paulo. O procurador da Justiça do Trabalho, Luis Fabre, estima que existam 100 mil pessoas em condições análogas à escravidão só na capital paulista. Foi em uma dessas oficinas que o repórter Daniel Motta conseguiu uma

Mulheres do CE, BA, MG e SP eram traficadas para Europa via Fortaleza

Vítimas trabalhavam em condições degradantes em casas de prostituição. 14 pessoas foram presas, sendo cinco estrangeiros. As mulheres brasileiras que eram vítimas de tráfico de pessoas para fins de exploração sexual saíram, em sua maioria, do Ceará, além da Bahia, Minas Gerais, São Paulo, e eram levadas de Fortaleza para cidade de Nova Gorica na Eslovênia, via Milão, na Itália. O esquema, detalhado pela Polícia Federal nesta quarta-feira (15), é investigado desde 2013. A operação Marguerita, nome de uma boate eslovena, prendeu 14 pessoas até o início da tarde desta quarta. De acordo com o superintendente Regional da Polícia Federal do Ceará, Delano Cerqueira Bunn, Fortaleza é a rota principa

Como a Assistência Social pode contribuir com o enfrentamento ao trabalho escravo?

Material da OIT, produzido pela Repórter Brasil, traz informações específicas para a atuação desses profissionais, responsáveis por atender e incluir trabalhadores resgatados em programas sociais federais O folheto Trabalho escravo existe no Brasil – A Assistência Social pode ajudar a combater essa violação de direitos, da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e produzido pela Repórter Brasil, é destinado aos profissionais dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e de secretarias estaduais e municipais de Assistência Social. O material traz dados importantes para o atendimento aos trabalhadores resgatados do trabalho escravo contemporâneo. No material, os profissionais de

Codinome senzala - Parte 02

O caso veio à tona devido a um conflito familiar. Enquanto os irmãos de Maria Uilma a acusavam de ter denunciado os pais por vingança, a mulher se defendeu dizendo que agiu por não aguentar mais ver tanta violência. As acusações de ambos os lados são pesadas, mas em nenhum momento são de fato atestadas no processo. A única comprovação é que 4 pessoas foram encontradas em condições deploráveis. E que havia uma quinta pessoa nas mesmas condições, que faleceu 8 meses antes do resgate. Um adendo, para que se afirme à sua existência além do âmbito familiar e das folhas de um processo outrora esquecido, esta, que nunca conheceu a justiça, se chamava: – Joaquina Cardoso Neta. Questionada pela Juíza

Curso de português gratuito para imigrantes e refugiados

O CEFET-MG está promovendo um curso de português gratuito para refugiados, imigrantes e portadores do visto humanitário. As inscrições são até amanhã (dia 9 de fevereiro) e podem ser feitas pelo site: www.sri.cefetmg.br (portuguese for foreigners). Ajudem a divulgar, por favor!

Comissária de bordo salva jovem vítima de tráfico humano nos EUA

Com um bilhete no banheiro do avião, a comissária de bordo Shelia Frederick, de 49 anos, ajudou a salvar uma jovem vítima de tráfico humano que seguia viagem entre Seattle e São Francisco, nos Estados Unidos. De acordo com informações da emissora WTSP, a comissária suspeitou que algo estava errado ao reparar no contraste e na tensão entre dois passageiros. A jovem, que contava com aproximadamente 14 ou 15 anos, estava visivelmente mal cuidada e totalmente em silêncio; mais velho e bem vestido, o homem que a acompanhava era quem respondia toda vez que a comissária se aproximava deles. "Alguma coisa na minha mente me dizia que algo não estava certo", relembra Shelia. Depois de algum tempo obse

Brasil tem mais de 450 inquéritos sobre trabalho escravo sem solução

No Brasil, há 459 inquéritos criminais não concluídos contra pessoas suspeitas de submeter outras à escravidão, crime com pena de dois a oito anos de prisão e cuja investigação é uma atribuição exclusiva do Ministério Público Federal (MPF). O dado, que diz respeito a inquéritos abertos entre 2009 e 2016, foi levantado pela Câmara Criminal do MPF por ocasião do Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, lembrado no dia 28 de janeiro. O órgão trabalha para levantar o número de ações penais já abertas, ou seja, inquéritos que resultaram em denúncias aceitas pela Justiça. Segundo a subprocuradora-geral da República Luiza Cristina Frischeisen, coordenadora da Câmara Criminal do MPF, esse número

Ministério do Trabalho suspende lista suja de trabalho escravo

Em dezembro do último ano, sem que houvesse nenhuma explicação, a lista suja de trabalho escravo parou* de ser publicada pelo Ministério do Trabalho. A omissão motivou o Ministério Público do Trabalho (MPT) a ingressar com ação judicial para que o documento voltasse a ser divulgado, mas na última quarta (25) a pasta divulgou uma nota no sentido de que suspendeu a publicação da lista até, pelo menos, julho deste ano. Segundo o Ministério do Trabalho, a lista do trabalho escravo seria uma questão “fruto de instrumentos normativos redigidos à toque de caixa e sem a devida profundidade técnica requerida por tema tão controverso”. Por isso, a pasta afirmou que criou um grupo de trabalho com membr

Nossas Redes Sociais
  • Facebook Social Icon
  • YouTube
  • Instagram
Participe!
Assine o nosso manifesto contra o PLS 432/13 e o PL 3.842/12, que pretendem reduzir o conceito de trabalho escravo contemporâneo no Brasil. 
Arquivo

CONTATO

+55 31 9 9449-2272
Endereço 
Av. João Pinheiro, 100
Edifício Villas Boas, Sala 1404

Belo Horizonte, MG 30130-180

Atendimento ao público

Segunda, terça, quarta e sexta

11h30min às 13h30min

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram