Erradicação do trabalho escravo


Uma reunião entre o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), e o procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury (no centro da foto, à direita do ministro), selou, nesta terça-feira, a "ampliação de uma atuação conjunta de combate ao trabalho escravo, trabalho infantil, fraudes, com cooperação, inclusive, tecnológica", anunciou Fleury.


O ministro Ronaldo Nogueira destacou a atuação conjunta para "erradicar esse mal que é o trabalho escravo do Brasil". Segundo o ministro do Trabalho, estão sendo desenvolvidas ações para garantir a saúde, e a segurança do trabalhador. Destacou a importância de um termo de cooperação técnica que venha formalizar essa parceria que já existe.


Case para o mundo Ronaldo Nogueira comemora que "o Brasil, com o cenário criado, com as ações do Ministério Público do Trabalho, e do Ministério do Trabalho, de réu, se transforma em case para o mundo, no que diz respeito a essas questões de combate ao trabalho escravo, de combate ao trabalho infantil e de combate à informalidade".


Uma das ações, enfatiza o ministro, é a criação de um observatório do trabalho escravo, no qual "poderemos constatar todas as trilhas, os comportamentos e até o formato que se dá para esta chaga que é um mal que precisa ser combatido no mundo. O Brasil reconhece, e está utilizando admitidas práticas, diretas, ostensivas, para erradicar de uma vez por todo esse mal", assinalou Nogueira, acrescentando que o Ministério do Trabalho garantirá os aportes de recursos para que as ações não sejam descontinuadas.


Defesa agropecuária A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou o projeto de lei que disciplina a distribuição de recursos da União para a defesa agropecuária.


A proposta do senador Roberto Muniz (PP-BA) estabelece percentuais para os repasses a estados e municípios para ações de inspeção e controle da saúde dos animais e vegetais. O texto segue agora para análise da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).


Segundo o senador, o objetivo é garantir o desenvolvimento de uma agropecuária competitiva, com a possibilidade de planejamento e gestão financeira do setor, cujas atividades estão diretamente ligadas à qualidade dos produtos que chegam à mesa dos brasileiros. Greve dos professores


O senador gaúcho Paulo Paim (PT) lamentou o tratamento dado aos professores do Rio Grande do Sul, que estão em greve desde o dia 5 deste mês em protesto pelo parcelamento dos salários do funcionalismo. Segundo o senador, várias escolas estão em greve total ou parcial. Para Paim, "as coisas vão de mal a pior no nosso querido Rio Grande. Notícias dão conta de que novos parcelamentos acontecerão em setembro.


A parcela do salário será ainda menor do que a paga em agosto. Ou seja, menor do que R$ 350,00".


Via: Jornal do Comércio

(http://jcrs.uol.com.br/_conteudo/2017/09/colunas/reporter_brasilia/586600-erradicacao-do-trabalho-escravo.html)

Saiba mais sobre o assunto

Clique aqui para conhecer a história de alguns dos pescadores resgatados! 

Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

CONTATO

+55 31 9 9449-2272
Endereço 
Av. João Pinheiro, 100
Edifício Villas Boas, Sala 1404

Belo Horizonte, MG 30130-180

Atendimento ao público

Segunda, terça, quarta e sexta

11h30min às 13h30min

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram